Perfil dos cuidadores de idosos com alterações cognitivas em diferentes contextos de vulnerabilidade social

Ariene Angelini dos Santos, Sofia Cristina Iost Pavarini

Resumo


O objetivo deste estudo foi caracterizar os cuidadores de idosos com alterações cognitivas, usuários de Unidades de Saúde da Família (USF), residentes em diferentes contextos de vulnerabilidade social. Foram realizadas entrevistas domiciliárias (N=72), utilizando um instrumento previamente elaborado, contendo dados de caracterização socioeconômica e demográfica. Todos os cuidados éticos foram observados. Os resultados mostram que os cuidadores dos idosos que vivem em contextos de alta vulnerabilidade social são em sua maioria mulheres, adultas, casadas, com ensino fundamental incompleto e não trabalham fora de casa. Moram com o idoso, apresentam relação estreita com ele e não contam com ajuda de profissionais. Dados semelhantes foram encontrados no contexto de baixa vulnerabilidade social, exceto que contam com apoio de um cuidador formal. Considerar o perfil dos cuidadores de idosos com alterações cognitivas morando em diferentes contextos de vulnerabilidade social pode fornecer subsídios para as USF formularem estratégias mais específicas de cuidado aos cuidadores.


Palavras-chave


Enfermagem; Cuidadores; Idoso; Programa Saúde da Família.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447