O olhar de alunas de escola pública sobre o preservativo feminino

Alexia Aline da Silva Moraes, Cleuma Sueli Santos Suto, Ester Mascarenhas Oliveira, Mirian Santos Paiva, Cláudia Suely Barreto Ferreira, Marizete Alves da Silva de Amorim Barreto

Resumo


Objetivo: Conhecer as representações sociais de alunas sobre o preservativo feminino.
Metodologia: Estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa, apoiado na
Teoria das Representações Sociais. Participaram 94 alunas de Ensino Médio, cursos técnicos
e Educação de Jovens e Adultos, de escolas públicas de um município do interior da Bahia-
Brasil, que responderam ao teste de associação livre de palavras. As evocações foram
submetidas aos softwares EVOC e IRAMUTEQ.
Resultados: As alunas reconhecem que o preservativo feminino é uma tecnologia que
proporciona autonomia, protege de infecções sexualmente transmissíveis e evita a gravidez.
Em contraposição, relatam que o estranhamento e o desconforto são elementos importantes
que justificam o não uso.
Considerações finais: As representações sociais apontam necessidades de estratégias que
promovam trocas de informações e estimulem o conhecimento prático sobre o preservativo
feminino entre as estudantes de escolas públicas.
Palavras-chave: Preservativo feminino. Sexualidade. Saúde da mulher.


Palavras-chave


Preservativo feminino. Sexualidade. Saúde da mulher.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447