Humanização nos serviços de urgência e emergência: contribuições para o cuidado de enfermagem

Kayo Henrique Jardel Feitosa Sousa, Carolinne Kilcia Carvalho Sena Damasceno, Camila Aparecida Pinheiro Landim Almeida, Juliana Macêdo Magalhães, Márcia de Assunção Ferreira

Resumo


Objetivo: Analisar as evidências das pesquisas desenvolvidas sobre a humanização no
atendimento de urgência e emergência, tendo em vista suas contribuições para o cuidado de
enfermagem.
Métodos: Revisão integrativa nas bases de dados LILACS, CINAHL, SciELO, Web os
Science, SCOPUS e BDENF, utilizando os descritores: humanização da assistência,
urgências, emergências, serviços médicos de emergências e enfermagem.
Resultados: A busca resultou em um total de 133 publicações, sendo 17 incluídas no escopo
desta revisão. A análise possibilitou a elaboração das unidades de evidência: Acolhimento
com classificação de risco: dispositivo com bons resultados e Barreiras e dificuldades para a
utilização das diretrizes da Política Nacional de Humanização.
Conclusão: O Acolhimento com Classificação de Risco foi evidenciado como principal
dispositivo para a efetiva operacionalização da Política Nacional de Humanização e existem
barreiras para sua efetivação relacionadas à organização das redes de atenção à saúde,
problemas estruturais e ao trabalho multiprofissional.
Palavras-chave: Enfermagem. Emergências. Serviços médicos de emergências.
Humanização da assistência.


Palavras-chave


Enfermagem. Emergências. Serviços médicos de emergências. Humanização da assistência.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447