Infraestrutura para higienização das mãos em um hospital universitário

Tânia Solange Bosi de Souza Magnago, Juliana Dal Ongaro, Patrícia Bittencourt Toscani Greco, Taís Carpes Lanes, Caroline Zottele, Naiane Glaciele Gonçalves, Rafaela Andolhe

Resumo


Objetivo: Avaliar a infraestrutura hospitalar e o conhecimento dos coordenadores sobre a estrutura da unidade para à higienização
das mãos.
Método: Estudo transversal descritivo realizado em um hospital universitário no Sul do Brasil, entre dezembro de 2016 e janeiro de
2017. Foram avaliadas 18 unidades de internação e entrevistados 16 coordenadores. Utilizou-se o questionário sobre estrutura da
unidade para a higienização das mãos da estratégia multimodal da Organização Mundial de Saúde. Utilizou-se a estatística descritiva.
Resultados: Todas as unidades possuíam preparações alcóolicas, e 93,8% dos dispensadores eram substituídos quando vazios.
Observaram-se falta de cartazes ilustrativos, dispensadores de álcool gel, pias em algumas enfermarias, e pouca disponibilidade de
dispensadores ao alcance das mãos próximos ao leito/maca do paciente.
Conclusões: Constatou-se que os profissionais recebiam instruções para a higienização das mãos e a existência de protocolos. Lacunas
foram observadas na infraestrutura das unidades, como a presença de pias e torneiras não adequadas.
Palavras-chave: Segurança do paciente. Higiene das mãos. Serviços de saúde. Estrutura dos serviços. Enfermagem.


Palavras-chave


Segurança do paciente. Higiene das mãos. Serviços de saúde. Estrutura dos serviços. Enfermagem.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447