Cultura de segurança do paciente na atenção primária à saúde: análise por categorias profissionais

Daiane Cortêz Raimondi, Suelen Cristina Zandonadi Bernal, João Campos Lucas de Oliveira, Laura Misue Matsuda

Resumo


Objetivo: Comparar a cultura de segurança do paciente entre as categorias profissionais atuantes na Atenção Primária a Saúde.
Método: Estudo transversal realizado entre abril e maio de 2017 em um município do sul do Brasil com 144 trabalhadores que responderam ao instrumento “Pesquisa sobre Cultura de Segurança do Paciente para Atenção Primária”. Além da análise descritiva, para comparar a cultura de segurança do paciente entre as categorias profissionais, aplicou-se o teste Kruskal-Wallis, seguido do teste post hoc de comparações múltiplas de Dunn.
Resultados: A maior e menor pontuação geral de respostas positivas à cultura de segurança do paciente foi respectivamente para enfermeiros (67,70%) e agentes comunitários de saúde (46,73%). Nas análises comparativas, os médicos, agentes comunitários de saúde e dentistas apresentaram diferenças significativas em comparação às demais categorias, tendendo à cultura menos positiva.
Conclusão: Houve diferença na cultura de segurança do paciente entre as categorias profissionais investigadas.
Palavras-chave: Segurança do paciente. Cultura organizacional. Atenção primária à saúde. Equipe de assistência ao paciente. Enfermagem.


Palavras-chave


Segurança do paciente. Cultura organizacional. Atenção primária à saúde. Equipe de assistência ao paciente. Enfermagem.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447