Significados do gerenciamento de unidade de terapia intensiva para o enfermeiro

Júlia Trevisan Martins, Maria Lúcia Do Carmo Cruz Robazzi, Maria Helena Palucci Marziale, Mara Lúcia Garanhani, Maria Do Carmo Lourenço Haddad

Resumo


Este estudo objetivou compreender o significado de ser enfermeiro em função gerencial em unidades de terapia intensiva e os sentimentos advindos desta função. Foram entrevistados oito enfermeiros intensivistas do Hospital Universitário do Paraná. Trata-se de estudo qualitativo, exploratório, descritivo, com utilização do referencial teórico dejouriano. Os dados foram coletados de janeiro a março de 2007, utilizando entrevistas semi-estruturadas, transcritas, categorizadas e subcategorizadas. Para a análise das informações utilizou-se a análise de conteúdo. Observou-se que gerenciamento significa: prestar cuidado ao paciente, administrar a assistência de enfermagem e a equipe de saúde. Os sentimentos de prazer estão relacionados com: cuidar do paciente, desenvolver trabalho em equipe, o resultado do trabalho e o reconhecimento externo.


Palavras-chave


Unidades de terapia intensiva; Emoções; Gerência.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447