Residência Integrada Em Saúde: a interação entre as diferentes áreas de conhecimento

Silvia Regina Ferreira, Agnes Olschowsky

Resumo


A residência integrada em saúde (RIS) tem sido estimulada pelo Ministério da Saúde a fim de contribuir na construção de novos fazeres e saberes que permitam uma atenção mais humanizada e integral por meio da interdisciplinaridade. Foi realizada uma investigação que teve como objetivo analisar, de forma participativa, a RIS da área de ênfase do intensivismo do Grupo Hospitalar Conceição em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Neste artigo, apresentamos a integração entre as diferentes áreas de conhecimento na RIS. Trata-se de estudo analítico, descritivo com abordagem qualitativa do tipo estudo de caso. Na coleta de dados utilizamos o Círculo Hermenêutico Dialético da Avaliação de Quarta Geração e para análise de dados, os passos: ordenamento dos dados, classificação dos dados e análise final. Os resultados indicam que a integração é construída, depende das características do indivíduo, do processo de trabalho, é dificultada pela centralidade do trabalho no médico e diferentes idéias, filosofias e problemas dos serviços.


Palavras-chave


Internato e residência; Prática profissional; Relações interprofissionais; Serviços de saúde.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447