Detecção da tuberculose: a estrutura da atenção primária à saúde

Lílian Moura de Lima Spagnolo, Jéssica Oliveira Tomberg, Martina Martina Dias da Rosa Martins, Luize Barbosa Antunes, Roxana Isabel Cardozo Gonzales

Resumo


Objetivo: Analisar a estrutura da atenção primária à saúde para a detecção de casos de
tuberculose em dois municípios do Rio Grande do Sul.
Método: Descritivo, avaliativo utilizando métodos mistos, com observação da estrutura física
em 69 unidades de atenção primária à saúde; e entrevistas semi-estruturadas com 10
indivíduos. Realizado entre os anos de 2014 e 2016. Utilizou-se análise estatística descritiva e
análise de conteúdo.
Resultados: Nas 50 unidades de Pelotas observou-se ausência de: potes (24%); formulários
(53,1%), livro de registro (48%) e transporte do material até o laboratório (86%). Nas 19
unidades de Sapucaia do Sul havia disponibilidade destes insumos. A ausência de
profissionais, a rotatividade dos recursos humanos e a deficiência de capacitações foram as
principais deficiências estruturais.
Conclusão: Conclui-se que há diferenças estruturais entre os municípios, e sugere-se à
adoção da coordenação da atenção à tuberculose em Pelotas.
Palavras-chave: Atenção primária à saúde. Tuberculose/prevenção & controle. Pesquisa
sobre serviços de saúde.


Palavras-chave


Atenção primária à saúde. Tuberculose/prevenção & controle. Pesquisa sobre serviços de saúde.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447