Grau de complexidade dos cuidados de enfermagem: readmissões hospitalares de pessoas com câncer de mama

Lívia Gomes da Silva, Marléa Chagas Moreira

Resumo


Objetivo: Avaliar o grau de complexidade dos cuidados de enfermagem de pacientes com câncer de mama readmitidas na oncologia clínica.
Métodos: Estudo transversal com 108 pessoas com câncer de mama readmitidas na oncologia clínica num centro de alta complexidade de oncologia do Rio de Janeiro durante 2015. Realizada análise documental sendo dados analisados estatisticamente.
Resultados: Os graus de complexidade de cuidados de enfermagem predominantes foram semi-intensivos (36,1%) e cuidados intensivos (36,1%). Na análise multivariada, apenas a performance status (p<0,001) e a hipertensão arterial (p=0,024) permaneceram associados ao grau de complexidade.
Conclusões: O grau de complexidade dos pacientes readmitidos foi predominantemente semi-intensivo e intensivo. Essa avaliação implica no gerenciando do cuidado por meio do conhecimento do perfil dos pacientes com câncer de mama em readmissão hospitalar e da detecção das características associadas ao grau de complexidade.
Palavras-chave: Enfermagem oncológica. Readmissão do paciente. Determinação de necessidades de cuidados de saúde. Neoplasias da mama.


Palavras-chave


Enfermagem oncológica. Readmissão do paciente. Determinação de necessidades de cuidados de saúde. Neoplasias da mama.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447