Avaliação do acesso em mamografias no Brasil e indicadores socioeconômicos: um estudo espacial

Héllyda de Souza Bezerra, Tulio Felipe Vieira de Melo, Joyce Viana Barbosa, Eva Emanuela Lopes Cavalcante Feitosa, Layanne Cristini Martin Sousa

Resumo


Objetivo: Avaliar a correlação entre a cobertura do exame mamografia em mulheres de 50 a 69 anos e os indicadores socioeconômicos Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e Índice de Gini.
Métodos: Estudo epidemiológico, retrospectivo e ecológico realizado no Brasil com dados secundários. A amostra é composta por 5565 municípios do Brasil. Como variável dependente: a Razão de exames de mamografia de rastreamento realizados em mulheres de 50 a 69 anos, de 2008 a 2015, e como variáveis independentes: o Índice de desenvolvimento humano (IDH) e Índice de Gini. Foi realizada a análise descritiva, análise espacial univariada e bivariada.
Resultados: Norte, Nordeste e Centro-Oeste são regiões que se mostram mais propícias para o câncer de mama, devido ao baixo acesso para mamografias.
Conclusão: O IDH e o índice de Gini, determinantes de desigualdades, influenciam diretamente na cobertura de exames de mamografia no Brasil, destacando a importância de avaliação das políticas públicas.
Palavras-chave: Mamografia. Saúde da mulher. Análise espacial. Saúde pública.


Palavras-chave


Mamografia. Saúde da mulher. Análise espacial. Saúde pública.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447