Patient Safety Climate in Healthcare Organizations: tradução e adaptação para a cultura brasileira

Marcia Raquel Panunto Dias Cunha, Edinêis de Brito Guirardello

Resumo


Objetivo: Traduzir e adaptar o instrumento Patient Safety Climate in Healthcare Organizations - PSCHO para a cultura brasileira.
Métodos: Estudo metodológico, o qual seguiu as etapas de tradução; síntese; retrotradução; avaliação por um comitê de juízes, composto por uma médica e seis enfermeiras; e pré-teste com 40 sujeitos, entre eles enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e médicos. Resultados: As etapas de tradução e retrotradução foram apropriadas. Na síntese, consultou-se a autora do instrumento para ajustar a equivalência de alguns termos. A análise do comitê de juízes demonstrou um índice de validade de conteúdo acima de 80% para a maioria dos itens quanto às equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual. No pré-teste, observou-se adequada validade de conteúdo, facilidade de compreensão dos itens, com um tempo médio de preenchimento de 15 minutos.
Conclusão: A tradução e adaptação cultural do instrumento PSCHO foram consideradas satisfatórias, resultando em uma ferramenta de fácil compreensão.
Palavras-chave: Enfermagem. Estudos de validação. Segurança do paciente.


Palavras-chave


Enfermagem. Estudos de validação. Segurança do paciente.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447