O itinerário terapêutico de famílias de crianças com câncer: dificuldades encontradas neste percurso

Bruna da Conceição de Lima, Liliane Faria da Silva, Fernanda Garcia Bezerra Góes, Martha Tudrej Sattler Ribeiro, Luciana Lima Alves

Resumo


Objetivo: Conhecer as dificuldades encontradas pelas famílias no itinerário terapêutico de
crianças com câncer.
Método: Pesquisa descritiva e exploratória, de abordagem qualitativa, realizada de março a
novembro de 2016, através de entrevistas semiestruturadas, com 21 familiares de crianças em
tratamento oncológico em um hospital universitário federal no Rio de Janeiro, cujos dados
foram submetido à análise temática.
Resultados: As dificuldades das famílias perpassam a identificação e a investigação pelos
profissionais de saúde dos sinais e sintomas da criança e a passagem dos familiares por
diversos serviços de saúde até a confirmação diagnóstica.
Considerações finais: O diagnóstico precoce do câncer infantil depende de ações de
instituições de saúde e de ensino para a apropriada investigação da doença pelos profissionais,
entre eles o enfermeiro que atua nas classificações de risco das emergências e na atenção
básica, além do adequado funcionamento do sistema de referência e contrarreferência do
sistema de saúde.
Palavras-chave: Neoplasias. Criança. Diagnóstico precoce. Diagnóstico tardio. Atenção primária à saúde. Enfermagem pediátrica.


Palavras-chave


Neoplasias. Criança. Diagnóstico precoce. Diagnóstico tardio. Atenção primária à saúde. Enfermagem pediátrica.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447