Fatores precipitantes de descompensação da insuficiência cardíaca relacionados a adesão ao tratamento: estudo multicêntrico-EMBRACE

Eneida Rejane Rabelo-Silva, Marco Aurélio Lumertz Saffi, Graziella Badin Aliti, Maria Karolina Feijó, Graciele Fernanda da Costa Linch, Jaquelini Messer Sauer, Silvia Marinho Martins

Resumo


Objetivo: Descrever os fatores precipitantes de descompensação da insuficiência cardíaca entre pacientes aderentes e não aderentes ao tratamento.
Métodos: Estudo transversal de uma coorte multicêntrica. Pacientes acima de 18 anos com insuficiência cardíaca descompensada (classe funcional III/IV) foram elegíveis. Para a coleta dos dados foi utilizado um questionário estruturado avaliando os motivos da descompensação. O uso irregular de medicação prévio à internação, controle inadequado de sal e líquidos foram considerados como grupo de má adesão ao tratamento.
Resultados: Foram incluídos 556 pacientes, com idade média de 61±14 anos, 362(65%) homens. O principal fator de descompensação foi a má adesão, representando 55% da amostra. Os pacientes que referiram o uso irregular das medicações na última semana apresentaram 22% mais risco de internação por má adesão quando comparados aos pacientes aderentes.
Conclusão: O estudo EMBRACE demonstrou que em pacientes com insuficiência cardíaca, a má adesão mostrou-se como o principal fator de exacerbação.
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca. Estudo multicêntrico. Fatores desencadeantes.


Palavras-chave


Insuficiência cardíaca. Estudo multicêntrico. Fatores desencadeantes.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447