Hipotermia e banho do recém-nascido nas primeiras horas de vida

Luma Maiara Ruschel, Diane Bressan Pedrini, Maria Luzia Chollopetz da Cunha

Resumo


Objetivo: analisar a ocorrência de hipotermia em recém-nascidos antes e após o banho nas primeiras horas de vida.
Método: estudo transversal, no qual se verificou a temperatura axilar de recém-nascidos antes do banho, após o banho, 30 minutos após o banho e 60 minutos, no Centro Obstétrico. Na análise estatística utilizou-se os Testes Qui-Quadrado, t de Student e Mann-Whitney, com α = 0,05.
Resultados: Foram incluídos 149 recém-nascidos no estudo, evidenciando-se a prevalência de hipotermia neonatal em 40,3% dos casos, tendo associação com significância estatística (p< 0,001) entre a ocorrência de hipotermia neonatal em todos os momentos de verificação de temperatura axilar. Constatou-se correlação estatística significativa entre as variáveis: temperatura da sala de parto e a verificação da temperatura 60 minutos após o banho (p= 0,032).
Conclusões: Conclui-se que o primeiro banho pode ser adiado para favorecer a adaptação do neonato ao ambiente extrauterino, prevenindo a ocorrência de hipotermia neonatal.
Palavras-chave: Recém-nascido. Banhos. Hipotermia.


Palavras-chave


Recém-nascido. Banhos. Hipotermia.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447