Cargas de trabalho de catadoras de materiais recicláveis: proposta para o cuidado de enfermagem

Alexa Pupiara Flores Coelho, Carmem Lúcia Colomé Beck, Rosângela Marion da Silva, Denise de Oliveira Vedootto, Francine Cassol Prestes

Resumo


Objetivos: Descrever a percepção de catadoras de materiais recicláveis sobre as cargas de trabalho em seu cotidiano laboral; apresentar uma proposta de enfermagem em direção à minimização dos efeitos destas cargas sobre o bem-estar das catadoras.
Método: Estudo qualitativo, convergente-assistencial, com 11 catadoras de uma associação de reciclagem brasileira. A produção de dados envolveu observação participante, entrevistas
semiestruturadas e grupos de convergência de abril a junho de 2015. A análise seguiu os
passos: apreensão, síntese, teorização, transferência.
Resultados: Cargas físicas foram associadas a ruídos, exposição a resíduo químico e
biológico, sensação térmica desagradável, inundações, peso e movimentos repetitivos. Cargas
psíquicas foram representadas pelas preocupações e desgaste emocional. A valorização da
realidade das participantes e o diálogo foram fundamentais para deflagrar a ação assistencial.
Conclusão: As intensas cargas de trabalho repercutem em âmbito físico e psíquico;
entretanto, é possível minimizá-las por meio de ações de enfermagem.
Palavras-chave: Enfermagem. Saúde do trabalhador. Carga de trabalho. Catadores. Pesquisa
qualitativa. Pesquisa participativa baseada na comunidade.


Palavras-chave


Enfermagem. Saúde do trabalhador. Carga de trabalho. Catadores. Pesquisa qualitativa. Pesquisa participativa baseada na comunidade.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447