Fatores de risco no ambiente doméstico para quedas em crianças menores de cinco anos

Mychelangela de Assis Brito, Anastacia Maria Nunes Melo, Iara de Carvalho Veras, Celia Maria Soares de Oliveira, Maria Augusta Rocha Bezerra, Silvana Santiago da Rocha

Resumo


Objetivo: Analisar os fatores de risco no ambiente doméstico para a ocorrência de quedas em crianças menores de cinco anos.

Método: Estudo transversal realizado em maio e junho de 2016 com 344 cuidadores de crianças do Nordeste do Brasil. Utilizou-se um formulário referente às questões socioeconômicas e um check-list para observação do ambiente. Realizaram-se análises bivariadas, utilizando-se teste Qui-quadrado de Pearson.

Resultados: Estiveram associados ao risco de quedas em crianças menores de cinco anos: Rede alta (p=0,015), presença de escada ou degraus sem corrimão (p=0,003) e saídas e passagens mantidas com brinquedos, móveis, caixas ou outros itens que possam ser obstrutivos (p=0,002).

Conclusão: Os fatores no ambiente doméstico identificados como associados ao risco de quedas em crianças menores de cinco anos demonstram que existe a necessidade de construir estratégias de prevenção relacionadas à estrutura e organização desse ambiente.

Palavras-chave: Acidentes por quedas. Acidentes domésticos. Criança. Fatores de risco.  


Palavras-chave


Acidentes por quedas. Acidentes domésticos. Criança. Fatores de risco.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447