Construção do saber sobre resíduos sólidos de serviços de saúde na formação em saúde

Luciara Bilhalva Corrêa, Valéria Lerch Lunardi, Silvana Sidney Costa Santos

Resumo


É inquestionável a necessidade de implantar políticas de gerenciamento dos resíduos sólidos de serviços de saúde (RSSS) nos diversos estabelecimentos de saúde, considerando os riscos à saúde pública e a degradação ambiental. Buscando-se conhecer como vem ocorrendo a construção do saber sobre RSSS no processo de formação em saúde foram colhidos dados por meio de entrevista semi-estruturada junto aos estudantes, docentes e coordenadores de quatro cursos da área da Saúde (Enfermagem e Obstetrícia, Odontologia, Medicina Veterinária e Medicina) de uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) localizada na região Sul do país. A análise de conteúdo e documental, a partir de idéias da Teoria da Complexidade, demonstrou a necessidade de uma reforma no ensino, a fim de incluir nos projetos pedagógicos dos cursos novas compreensões, como de integralidade, articulação, diálogo, problematização, para preparar os futuros profissionais com responsabilidade e comprometimento na construção do saber resíduos sólidos.


Palavras-chave


Educação superior; Resíduos sólidos; Instituições de saúde; Conhecimento; Inter-relação.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447