Implantação de salas de apoio à amamentação em empresas públicas e privadas: potencialidades e dificuldades

Vanessa Martinhago Borges Fernandes, Evanguelia Kotzias Atherino dos Santos, Alacoque Lorenzini Erdmann, Denise Elvira Pires de Pires, Maria de Fátima Mota Zampieri, Vitória Regina Peters Gregório

Resumo


Objetivo: Conhecer a visão de gestores de empresas públicas e privadas acerca das salas de apoio à amamentação, com vistas à sua implantação.
Método: Pesquisa qualitativa, exploratória descritiva, realizada em 2015, da qual participaram 20 gestores da Grande Florianópolis. Para a coleta de dados, foram utilizadas entrevistas semiestruturadas/projetivas e, para a análise, a Análise de Conteúdo, associada
aos recursos do software Atlas.ti.
Resultados: Emergiram duas categorias, a saber, dificuldades e facilidades na implantação de sala de apoio à amamentação, com predomínio de aspectos dificultadores, especialmente financeiros, envolvidos na disponibilização de espaço físico. Dialeticamente, também houve reconhecimento do baixo custo envolvido, o que facilitaria sua implantação.
Conclusões: Aspectos financeiros, culturais e políticos dificultam a implantação de salas de apoio à amamentação, mas há o reconhecimento da importância da medida. Para o sucesso da amamentação, a implantação de salas de apoio é importante, porém, não suficiente, sendo necessárias múltiplas ações e, principalmente, uma atuação mais efetiva da enfermagem e dos demais profissionais de saúde.
Palavras-chave: Trabalho feminino. Aleitamento materno. Legislação. Políticas públicas de saúde.


Palavras-chave


Trabalho feminino. Aleitamento materno. Legislação. Políticas públicas de saúde.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447