Fatores associados à ulceração nos pés de pessoas com diabetes mellitus residentes em área rural

Juliana Marisa Teruel Silveira da Silva, Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad, Mariana Angela Rossaneis, Marli Terezinha Oliveira Vannuchi, Sonia Silva Marcon

Resumo


Objetivo: Analisar os fatores associados ao risco de ulceração nos pés de pessoas com diabetes mellitus residentes em área rural.
Métodos: Estudo transversal realizado com 293 pessoas com diabetes mellitus, com 40 anos ou mais, residentes em município do sul do Brasil, em 2014. Analisou-se variáveis socioeconômicas, clínicas e autocuidado com os pés. Utilizou-se o modelo de regressão múltipla de Poisson e como medida de associação a Razão de Prevalência (RP) e p-valor<0,05.
Resultados: 43,7% da amostra apresentou risco de ulceração nos pés. A maior prevalência desse risco foi associada a pessoas com menor poder aquisitivo (RPajustada=1,62/IC95%:1,52-2,22), retinopatia (RPajustada=1,30/IC95%:1,12-1,68) e alteração na umidade dos pés (RPajustada=1,57/IC95%:1,22-2,01). Identificou-se baixa escolaridade (64,2%), alta prevalência de hipertensão arterial (86,3%) e onicomicose nos pés (72%).
Conclusões: Pessoas com diabetes necessitam de avaliação do risco de ulceração nos pés, principalmente, os com maior tempo de diagnóstico, complicações crônicas e baixo nível socioeducacional.
Palavras-chave: Diabetes mellitus. População rural. Pé diabético. Enfermagem. Autocuidado.


Palavras-chave


Diabetes mellitus. População rural. Pé diabético. Enfermagem. Autocuidado.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447