Reorientação da formação do enfermeiro: análise a partir dos seus protagonistas

Kenya Schmidt Reibnitz, Daiana Kloh, Aline Bússolo Corrêa, Margarete Maria de Lima

Resumo


Objetivo: Analisar as mudanças que ocorreram na formação do enfermeiro a partir do programa Pró-Saúde e as suas repercussões na prática profissional de egressos destes cursos.
Método: Estudo de caso coletivo realizado na região Sul do Brasil. Os casos foram cursos de enfermagem contemplados com o programa Pró-Saúde. Foram realizadas entrevistas com profissionais de saúde, docentes, alunos e egressos dos casos, observação das atividades teórico-práticas em unidades básicas de saúde e análise documental do Projeto Político-Pedagógico dos cursos no ano de 2015. A organização e análise dos dados foram guiadas por perguntas analíticas.
Resultados: Os reflexos do programa estão presentes na reorientação curricular dos cursos, estímulo e fortalecimento da educação permanente e integração ensino-serviço.
Conclusões: O programa é reconhecido pelo seu impacto na formação e processo de trabalhos dos egressos. Contudo, é necessário criar políticas locais para garantir a sustentabilidade das ações de integração ensino-serviço.
Palavras-chave: Ensino superior. Currículo. Serviços de integração docente-assistencial.


Palavras-chave


Ensino Superior; Currículo; Integração Docente-Assistencial; Educação em Enfermagem.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447