Escala para o cuidado apoiado na atenção primária: um estudo metodológico

Elis Martins Ulbrich, Maria de Fátima Mantovani, Ângela Taís Mattei, Felismina Rosa Parreira Mendes

Resumo


Objetivo: Elaborar uma escala preditiva de determinantes para complicações em adultos com hipertensão e ações para o autocuidado apoiado na atenção primária.

Métodos: Pesquisa metodológica realizada no município de Curitiba-PR em 2013 e 2014, em duas etapas, a primeira mediante coleta de dados com 387 adultos com hipertensão, por meio de uma entrevista estruturada e escalas de ansiedade, depressão, qualidade de vida, adesão medicamentosa e apoio social. A segunda etapa foi à construção da escala a partir das variáveis estatisticamente significantes após a análise multivariada.

Resultados: A escala foi composta pelas variáveis: idade, sexo, tabagismo, tempo de diagnóstico, classificação de risco na unidade de saúde, medicamentos em uso e depressão, posteriormente por meio de revisão da literatura foram sugeridas ações para o autocuidado apoiado.

Conclusão: A escala permite identificação de fatores que podem predizer o desenvolvimento de complicações da hipertensão e fornece ações para o autocuidado apoiado.

Palavras-chave: Doença crônica. Saúde do adulto. Hipertensão. Cuidados de enfermagem


Palavras-chave


Doença crônica. Saúde do adulto. Hipertensão. Cuidados de enfermagem

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447