Aplicabilidade da Moral Distress Scale adaptada no cenário da enfermagem em hemato-oncologia

Isolina Maria Alberto Fruet, Graziele de Lima Dalmolin, Edison Luiz Devos Barlem, Rosângela Marion da Silva, Rafaela Andolhe

Resumo


Objetivo: Verificar a aplicabilidade da Moral Distress Scale adaptada no cenário da enfermagem em hemato-oncologia de um hospital universitário.

Método: Estudo transversal realizado com 46 trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário do sul do Brasil, com coleta de dados no período de dezembro/2014 a março/2015 por meio da Moral Distress Scale adaptada. Para análise dos dados foram utilizados análise fatorial, alfa de Cronbach e estatística descritiva.

Resultados: A análise fatorial resultou no agrupamento de 26 questões validadas emtrês fatores, Falta de Competência da Equipe, Negação do Papel da Enfermagem como Advogada do Paciente e Desrespeito à Autonomia do Paciente. O alfa de Cronbach do instrumento foi 0,98.

Conclusão: Constatou-se que a Moral Distress Scale adaptada apresenta-se como uma ferramenta adequada para identificação do sofrimento moral nos trabalhadores de enfermagem de hemato-oncologia.

Palavras-chave: Saúde do trabalhador. Enfermagem. Ética. Serviço hospitalar de oncologia.


Palavras-chave


Saúde do trabalhador. Enfermagem. Ética. Serviço hospitalar de oncologia.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447