Rede de descanso e ninho: comparação entre efeitos fisiológicos e comportamentais em prematuros

Kassandra Falcão Silva Falcão Costa, Ludmylla de Oliveira Beleza, Lissandra Martins Souza, Laiane Medeiros Ribeiro

Resumo


Objetivo: comparar os efeitos da aplicação de redes de descanso em prematuros, após a troca de fraldas, em comparação com o ninho.
Métodos: pesquisa quase experimental, crossover, com 30 prematuros internados em uma unidade de cuidados intermediários de um hospital público de Brasília, DF, no período de novembro de 2011 a março de 2012. Foram avaliados os efeitos das duas intervenções (ninho e rede) após a troca de fraldas. Para análise dos dados utilizou-se o teste t de Student com nível de confiança de 95% (p < 0,05).
Resultados: os prematuros, quando em rede, se mostraram menos estressados (p=0,002), tiveram menos características definidoras para o diagnóstico de enfermagem “Comportamento Desorganizado do Bebê” (p=0,05) e permaneceram em postura terapêutica em relação ao ninho (p=0,04).
Conclusão: quando comparado ao ninho, os prematuros posicionados em redes estiveram menos estressados, mais organizados e em melhor postura terapêutica.
Palavras-chave: Prematuro. Posicionamento do paciente. Estresse fisiológico.


Palavras-chave


PREMATUROS; POSICIONAMENTO DO PACIENTE; ESTRESSE FISIOLÓGICO.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447