A violência contra os profissionais da enfermagem no setor de acolhimento com classificação de risco

Magda Fabiana do Amaral Pereira, Rodrigo Jácob Moreira de Freitas, Caio Hudson Pereira de Lima, Janara Nascimento de Melo, Kalyane Kelly Duarte de Oliveira

Resumo


Objetivo: Conhecer os tipos de violência e os fatores que contribuem para os atos violentos sofridos pela equipe de enfermagem no acolhimento com classificação de risco (ACCR).
Métodos: Estudo descritivo de abordagem qualitativa, realizado em um hospital regional referência em urgência e emergência do Oeste do Estado do RN, com 10 profissionais da
enfermagem. Coletou-se os dados através de entrevista e analisou-se pela técnica do discurso do sujeito coletivo.
Resultados: Evidencia-se que os profissionais sofrem violência por parte dos usuários, de outros profissionais e predomina a violência verbal. Apontam como causas a falta de informação do usuário, postura profissional e a falha da atenção primária.
Conclusão: Há necessidade de trabalhar a educação permanente com os profissionais de saúde e atividades educativas com os usuários sobre o ACCR, no sentido de promover relações harmônicas entre profissionais e usuários e, que estes possam compreender a dinâmica do trabalho nas redes de atenção.
Palavras-chave: Enfermagem. Violência no trabalho. Acolhimento. Emergências.

 


Palavras-chave


Enfermagem. Violência no trabalho. Acolhimento. Emergências.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447