Rede de cuidado em saúde mental: visão dos coordenadores da estratégia saúde da família

Adriane Domigues Eslabão, Valéria Cristina Christello Coimbra, Luciane Prado Kantorski, Leandro Barbosa de Pinho, Elitiele Ortiz dos Santos

Resumo


Objetivo: Objetivou-se analisar a visão de coordenadores da Estratégia Saúde da Família (ESF) sobre a conformação da rede de saúde mental no município de Pelotas/RS.
Método: Estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa, realizado com seis coordenadores de ESF no ano de 2012. Para a coleta dos dados, foi utilizada a entrevista semiestruturada, e os resultados foram avaliados por análise temática.
Resultados: A rede construída pelos coordenadores é composta por poucos serviços formais e focada no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), e a rede informal é descrita com maiores pontos de cuidado. As trocas de corresponsabilidade no cuidado em rede ocorrem de forma frágil, sem o diálogo necessário.
Conclusão: Os coordenadores demonstram pouco conhecimento da rede formal de cuidado e uma atenção focada nos serviços da ESF e no CAPS. Reconhecem a importância de haver políticas públicas que valorizem e ampliem os espaços informais de cuidado no território.
Palavras-chave: Serviços de saúde mental. Saúde mental. Reforma dos serviços de saúde. Atenção primária à saúde. Enfermagem.


Palavras-chave


Serviços de Saúde Mental; Saúde Mental; Reforma dos serviços de saúde

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447