Qualidade de vida dos trabalhadores readequados e readaptados de uma universidade estadual pública

Pâmella Cacciari, Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad, Lillian Daisy Gonçalves Wolff, José Carlos Dalmas, Paloma de Souza Cavalcante Pissinati

Resumo


Objetivo: Avaliar a qualidade de vida dos trabalhadores readequados e readaptados de uma universidade estadual pública.
Métodos: Estudo transversal, realizado com 92 servidores de uma universidade estadual pública. Os dados foram coletados de novembro de 2012 a maio de 2013 por meio do questionário de caracterização da população e do Medical Outcome Study 36-item Short Form, submetidos à análise univariada e bivariada por teste Mann-Whitney.
Resultados: Os dois domínios que apresentaram melhores escores foram a função social e o desempenho emocional. Já os que apresentaram piores escores foram desempenho físico e a dor corporal. A maioria dos trabalhadores não percebeu alterações em seu estado de saúde no último ano.
Conclusões: Os escores de qualidade de vida, em geral, não apresentaram pontuações elevadas, sobretudo, nos aspectos físicos.
Portanto, faz-se necessário implementar medidas que avaliem a eficácia da readequação e readaptação para promover melhorias à saúde do trabalhador.
Palavras-chave: Trabalhadores. Saúde do trabalhador. Readaptação ao emprego. Qualidade de vida. Enfermagem.


Palavras-chave


Trabalhadores; Saúde do Trabalhador; Readaptação ao Emprego; Qualidade de Vida; Enfermagem

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447