Associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças

Márcia Koja Breigeiron, Maitê Nunes de Miranda, Ana Olívia Winiemko de Souza, Luíza Maria Gerhardt, Melissa Tumelero Valente, Maria Carolina Witkowski

Resumo


Objetivo: Verificar a associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças.
Método: Estudo transversal. Amostra por conveniência, com 146 crianças de 1-48 meses e seus responsáveis. Dados coletados em unidades pediátricas de um hospital do sul do Brasil, entre janeiro e agosto de 2012. Para análise, utilizaram-se os coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman.
Resultados: As crianças foram classificadas em: eutróficas (71,9%), risco para sobrepeso (13,0%); obesidade (6,2%); magreza (4,1%); sobrepeso (2,7%) e magreza acentuada (2,1%). O aleitamento materno exclusivo demonstrou ser um fator de proteção contra a magreza acentuada (P=0,029); estar sendo amamentado (P=0,024) ou ter sido amamentado (P=0,000) foram identificados como fatores de proteção contra sobrepeso, risco para sobrepeso e obesidade. O tempo de internação hospitalar foi maior para sobrepeso/obesidade e menor para magreza acentuada/magreza (P=0,785).
Conclusão: Inadequado estado nutricional e desmame precoce não foram fatores de risco para o maior tempo de internação nesta amostra.
Palavras-chave: Estado nutricional. Desmame. Tempo de internação. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Palavras-chave


Estado Nutricional; Desmame Precoce; Tempo de Internação

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447