Enfermagem obstétrica: contribuições às metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Thamiza da Rosa dos Reis, Claudia Zanberlan, Jacqueline Silveira de Quadros, Jessica Torres Grasel, Adriana Subeldia dos Santos Moro

Resumo


Objetivo: Caracterizar e analisar a assistência ao parto e ao nascimento realizada por Residentes em Enfermagem Obstétrica.
Método: Estudo quantitativo e retrospectivo de 189 partos normais assistidos por Residentes em Enfermagem Obstétrica, no período de julho de 2013 a junho de 2014, em uma maternidade localizada no interior do Rio Grande do Sul. A coleta dos dados deu-se através
de levantamento de informações dos prontuários clínicos e, para a análise, utilizou-se a estatística descritiva.
Resultados: Constatou-se o amplo uso de métodos não invasivos e não farmacológicos de alívio da dor e a liberdade de posição durante o trabalho de parto. Destaca-se que 55,6% das mulheres não foram submetidas a nenhuma intervenção obstétrica.
Conclusões: Foi possível identificar que o Programa de Residência em Enfermagem possibilita a redução de intervenções obstétricas, refletindo diretamente na melhoria da saúde materna.
Palavras-chave: Obstetrícia. Enfermeiras obstétricas. Parto. Parto humanizado. Saúde materno-infantil. Internato não médico. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Palavras-chave


Obstetrícia; Enfermeira Obstétrica; Parto; Parto Humanizado; Saúde Materno-Infantil; Internato não Médico

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447