A saúde no adolescer com HIV/aids: caminhos para uma agenda pós-2015

Graciela Dutra Sehnem, Jeanine Porto Brondani, Karen Jeanne Cantarelli Kantorski, Silvana Cruz Silva, Lúcia Beatriz Ressel, Eva Neri Rubim Pedro

Resumo


Objetivo: Relacionar a percepção de saúde do adolescente que vive com HIV/aids com possíveis estratégias para reduzir a propagação do vírus.
Método: Estudo qualitativo, exploratório-descritivo, desenvolvido no Serviço de Atendimento Especializado, em um município do interior do Rio Grande do Sul, com 15 adolescentes que vivem com HIV/aids. As informações foram coletadas em 2013 por meio de entrevista semiestruturada e analisadas pela análise temática.
Resultados: A análise das informações resultou em duas categorias: Percepções de Saúde e Adolescer com HIV/aids as quais possibilitaram relacionar o viver com HIV/aids e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio com estratégias que possibilitem reduzir a propagação do vírus.
Conclusões: Os adolescentes com HIV/aids percebem-se saudáveis, portanto, as estratégias para a redução da propagação do vírus devem estar centradas no autocuidado e na redução do preconceito e do estigma na sociedade, sendo estas ações sugeridas como pauta à próxima agenda de objetivos do milênio.
Palavras-chave: Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Adolescência. Síndrome da imunodeficiência adquirida. Enfermagem.


Palavras-chave


Objetivos de Desenvolvimento do Milênio; Adolescência; Síndrome da imunodeficiência adquirida.

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447