Violência por parceiro íntimo na gestação: identificação de mulheres vítimas de seus parceiros

Lisiane Camargo Quialheiro de Oliveira, Mariana Oliveira Fonseca-Machado, Juliana Stefanello, Flávia Azevedo Gomes-Sponholz

Resumo


Objetivo: Identificar, entre as usuárias de um serviço de atendimento pré-natal, mulheres em situação de violência por parceiro íntimo durante a gestação atual.
Métodos: Estudo observacional, transversal, realizado com 358 gestantes a partir da 36ª semana de gestação de maio/2012 a maio/2013 em um serviço de pré-natal no município de Ribeirão Preto-SP. Os dados foram coletados através de entrevista. Empregou-se análise univariada, distribuição de frequências, medidas de tendência central e variabilidade, e testes qui-quadrado e t de Student.
Resultados: A violência por parceiro íntimo durante a gestação foi identificada em 63 mulheres (17,6%), com idade entre 15 e 42 anos, a maioria solteira. 39,7% pertenciam à religião católica, a maioria não estava inserida no mercado de trabalho, e 87,3% referiram não fumar. Apenas 20 consideraram terem sofrido algum tipo de violência durante a vida.
Conclusão: Esta identificação proporcionará o desenvolvimento de estratégias para reconhecer e intervir nos casos e dar o apoio necessário às vítimas.
Palavras-chave: Maus-tratos conjugais. Gravidez. Enfermagem. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Palavras-chave


Maus-tratos conjugais; Gravidez; Enfermagem

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447