O uso do Escore de Bologna na avaliação da assistência a partos normais em maternidades

Fabio André Miranda de Oliveira, Lillian Daisy Gonçalves Wolff, Giseli Campos Gaioski Leal, Luciana Schleder Gonçalves

Resumo


Objetivo: Avaliar a assistência ao parto e ao nascimento em maternidades de risco habitual em uma capital do sul do Brasil.
Método: Trata-se de uma pesquisa avaliativa, retrospectiva, quantitativa, desenvolvida em três maternidades. As variáveis relativas ao Escore de Bolonha (presença de acompanhante; uso de partograma; ausência de estimulação ao trabalho de parto; parto em posição não supina; contato pele-a-pele da mãe com o recém-nascido) foram coletados em 406 prontuários, tabulados em planilhas eletrônicas e submetidos à análise de frequência simples. A coleta foi realizada de junho a setembro de 2014.
Resultados: As pontuações atribuídas variam de 0 a 5, de acordo com a realização ou não da prática. Obtiveram-se pontuações: 0 (7%); 1 (44,1%); 2 (40,4%); 3 (12,1%), 4 (2,5%), e 5 (0,2%).
Conclusão: Nas maternidades de risco habitual avaliadas, o atendimento ao parto e ao nascimento não corresponde aos padrões recomendados pela Organização Mundial da Saúde.
Palavras-chave: Avaliação em saúde. Parto normal. Mortalidade perinatal. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Palavras-chave


Avaliação em Saúde; Parto Normal; Mortalidade Perinatal; Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447