“No final compensa ver o rostinho dele”: vivências de mulheres-primíparas no parto normal

Juliane Scarton, Lisie Alende Prates, Laís Antunes Wilhelm, Silvana Cruz da Silva, Andressa Batista Possati, Caroline Bolzan Ilha, Lúcia Beatriz Ressel

Resumo


Objetivo: Conhecer as vivências de mulheres primíparas em relação às práticas de cuidado prestadas por profissionais de enfermagem no parto normal.
Método: Estudo qualitativo, descritivo, realizado com dez mulheres primíparas, em uma maternidade no interior do Rio Grande do Sul, entre fevereiro e abril de 2014, por meio de entrevista individual semiestruturada. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática pela proposta operativa.
Resultados: Os dados foram agrupados nas categorias: O medo de não conseguir e o incentivo da equipe de enfermagem; A vivência da dor no parto normal; Apoio versus distanciamento; Vivência boa ou ruim no parto? “No final tudo compensa!”.
Conclusões: O cuidado prestado se reflete na vivência e na forma como a mulher enfrenta os eventos que permeiam o processo parturitivo.
Palavras-chave: Assistência à saúde. Parto normal. Trabalho de parto. Enfermagem. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Palavras-chave


Assistência à saúde; Parto normal; Trabalho de parto; Enfermagem.

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447