Gestão baseada em atividades aplicada em um centro de terapia intensiva de um hospital público

Gislene Pontalti, Otávio Neves Da Silva Bittencourt

Resumo


Esta pesquisa propõe uma sistemática de aplicação da Gestão Baseada em Atividades em um Centro de Terapia Intensiva (CTI) de um hospital de ensino de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, como ferramenta para nortear a elaboração de estratégias, visando à diminuição de custos e à otimização de recursos humanos, tecnológicos e financeiros empregados no tratamento intensivo. O processo de internação do paciente no CTI foi o foco de análise na implementação da sistemática, através do emprego do enfoque metodológico de pesquisa quantitativa, em que foram coletados os dados, em seis encontros de entrevistas em grupo com 13 profissionais da equipe do CTI. Este estudo demonstrou que a Gestão Baseada em Atividades pode ser empregada em um CTI, permitindo sua replicação, e que a compreensão do processo assistencial qualifica as informações gerenciais subsidiando a tomada de decisão, na identificação de melhorias e na inclusão do profissional na prática gerencial do CTI.

Palavras-chave


Unidades de terapia intensiva; Organização e administração; Controle de custos.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447