A queimadura e a experiência do familiar frente ao processo de hospitalização

Fernanda Loureiro De Carvalho, Lídia Aparecida Rossi, Caroline Lopes Ciofi-Silva

Resumo


A hospitalização decorrente de queimaduras acontece de forma rápida e imprevisível. As reações frente ao trauma
podem ser diferentes dependendo da fase que se encontram o paciente e família. Com o objetivo de descrever o
impacto da queimadura e hospitalização sobre a dinâmica familiar, utilizou-se o Modelo Calgary de Avaliação de
Famílias com 21 familiares de pacientes queimados. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e observação
direta. A análise dos dados foi conduzida considerando-se as seguintes etapas: redução dos dados, apresentação,
delineamento das conclusões e verificação. Os resultados mostraram que os familiares vivenciam um período de
crise com reflexo sobre o estado físico e emocional, relacionamentos e rotina. Esses aspectos alteram a dinâmica
familiar e contribuem para a ocorrência do ciclo crise-adaptação-estabilização, que persiste durante o tratamento.

Palavras-chave


Família; Queimaduras; Hospitalização.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447