A morte e o morrer no processo de formação do enfermeiro

Wilker Invenção Azevedo De Oliveira, Rita Da Cruz Amorim

Resumo


A morte é um dos grandes mistérios da vida. Vivemos em uma sociedade negadora da morte. Esta pesquisa teve
como objetivo conhecer o preparo para o enfrentamento da morte e o morrer no processo de formação do estudante
de graduação em enfermagem da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Bahia. Trata-se de um
estudo qualitativo. Os sujeitos foram sete alunos regularmente matriculados na disciplina Estágio Supervisionado II, último do curso. Para coleta de dados utilizou-se entrevista com roteiro semi-estruturado e para análise, o método de análise de conteúdo. Foram discutidas as categorias: encarando a morte no cotidiano, reação diante
da morte e o processo de morte e o morrer na formação. Depreende-se que o processo de morte e morrer não vem
sendo trabalhado de maneira que atenda às necessidades dos alunos que no seu fazer diário vivenciam situações
que exigem instrumentalização na assistência à pessoa para que tenha uma morte digna.

Palavras-chave


Educação em enfermagem; Estudantes de enfermagem; Morte; Atitude frente a morte.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447