Uso da acupressão para minimizar desconfortos na gestação

Flávio César Bezerra da Silva, Rosineide Santana de Brito, Jovanka Bittencourt Leite de Carvalho, Thaís Rosental Gabriel Lopes

Resumo


Objetivo: Descrever respostas emitidas por gestantes, quanto à melhora dos desconfortos gravídicos após aplicação da técnica da acupressão.
Método: Estudo qualitativo e descritivo desenvolvido com 15 gestantes entre novembro de 2013 e fevereiro de 2014 em uma Unidade Básica de Saúde de Natal-RN, Brasil. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista não estruturada, e os depoimentos, depois de transcritos e tratados de acordo com a proposta operativa de Minayo, foram lidos criteriosamente, comparados entre si e organizados em dois grupos.
Resultados: As categorias suscitadas foram: Repercussões positivas da acupressão e Recomendações do uso da acupressão. Segundo as gestantes, os desconfortos da gravidez como câimbras, cansaço nos membros inferiores, lombalgia e cefaleia diminuíram com o uso da acupressão.
Conclusões: Baseado nos resultados obtidos, a acupressão deve ser introduzida pela(o) enfermeira(o) em consultas pré-natais como recurso terapêutico em prol da obtenção do bem-estar da gestante.
Palavras-chave: Enfermagem obstétrica. Cuidado pré-natal. Acupressão. Humanização da assistência.


Palavras-chave


Enfermagem obstétrica; Cuidado pré-natal; Acupressão; Humanização da assistência

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447