Absenteísmo por transtornos mentais em trabalhadores de saúde em um hospital no sul do Brasil

Leni de Lima Santana, Leila Maria Mansano Sarquis, Christiane Brey, Fernanda Moura D`Almeida Miranda, Vanda Elisa Andres Felli

Resumo


Objetivo: Descrever o perfil de adoecimento por transtornos mentais e comportamentais em trabalhadores de saúde de um hospital de ensino no sul do Brasil.
Métodos: pesquisa quantitativa, epidemiológica transversal retrospectiva cuja coleta de dados ocorreu por meio de documentos institucionais utilizados para alimentar o Sistema de Monitoramento da Saúde do Trabalhador de Enfermagem e envolveu todos os afastamentos ocorridos em 2011.
Resultados: Foram contabilizados 55 registros de afastamentos por Transtornos Mentais e Comportamentais que totalizaram 317 dias de absenteísmo. Os Técnicos de Enfermagem foram os profissionais mais afastados com o equivalente a 29,09% dos registros. As Unidades de Terapia Intensiva representaram os setores com o maior número de dias de absenteísmo, totalizando 81% e os Episódios depressivos obtiveram a frequência mais significativa, 52,72% dos transtornos mentais.
Conclusão: Os resultados evidenciaram que os transtornos mentais em trabalhadores de saúde constituem uma realidade preocupante que necessitam urgentemente de intervenções.
Palavras-chave: Saúde do trabalhador. Transtornos mentais. Pessoal de saúde. Vigilância do ambiente de trabalho.


Palavras-chave


Saúde do Trabalhador; Transtornos Mentais; Pessoal de Saúde; Vigilância do Ambiente de Trabalho.

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447