Teoria dos sintomas desagradáveis: subsídios para o manejo de sintomas em crianças e adolescentes oncológicos

Luis Carlos Lopes-Júnior, Emiliana de Omena Bomfim, Lucila Castanheira Nascimento, Gabriela Pereira-da-Silva, Regina Aparecida Garcia Lima

Resumo


Objetivo: Apresentar o panorama atual dos clusters de sintomas neuropsicológicos em crianças e adolescentes com câncer, na perspectiva da Teoria de Médio Alcance de Sintomas Desagradáveis.
Métodos: Estudo teórico-reflexivo baseado na literatura internacional e na análise crítica dos autores.
Resultados: A literatura científica apresenta resultados escassos internacionalmente e ausentes no Brasil, no que diz respeito aos clusters de sintomas neuropsicológicos em crianças e adolescentes com câncer. Esta é uma teoria consistente porque enfatiza a complexidade e a interação dos sintomas, as inter-relações entre os mesmos, os fatores que os influenciam e os resultados e consequências destes, corroborando o planejamento de intervenções de enfermagem em oncologia pediátrica.
Conclusão: Atualizar o conhecimento desse tema, bem como discutir as teorias que dão suporte à pesquisa e à prática clínica no manejo de sintomas, é parte fundamental para qualificar o cuidado de enfermagem.
Palavras-chave: Sintomas concomitantes. Neoplasias. Criança. Adolescente. Enfermagem oncológica.


Palavras-chave


Sintomas concomitantes; Neoplasias; Criança; Adolescente; Enfermagem oncológica.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447