Carga de trabalho em unidade coronariana segundo o Nursing Activities Score

Rejane Reich, Débora Feijó Villas Bôas Vieira, Luciana Bjorklund de Lima, Eneida Rejane Rabelo-Silva

Resumo


Objetivo: verificar a carga de trabalho de enfermagem aferida pelo Nursing Activities Score em uma unidade coronariana, analisar sua relação com os turnos de trabalho e comparar o quadro de enfermagem existente na unidade com o projetado segundo os dados do instrumento.
Método: estudo longitudinal conduzido em um hospital universitário da região sul do Brasil no período de abril a junho de 2012. Foram realizadas 604 medidas por turnos, em uma amostra de 61 pacientes. A carga de trabalho foi de 47% (±12) na análise por turnos, com média mais elevada no turno da tarde.
Resultados: observou-se a necessidade de em média dois e até 2,4 profissionais de enfermagem, estando condizente com o quantitativo real da unidade.
Conclusão: o instrumento possibilitou mensurar a carga de trabalho de enfermagem e delinear a variabilidade das demandas nos diferentes turnos de trabalho.
Palavras-chave: Enfermagem. Cardiologia. Terapia intensiva. Carga de trabalho.


Palavras-chave


Nursing; Cardiology; Intensive care; Workload

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447