Análise dos fatores de risco para queda de adultos nas primeiras 48 horas de hospitalização

Carine Peres Remor, Carla Barroca Cruz, Janete de Souza Urbanetto

Resumo


Objetivo:Analisar os fatores de risco para quedas nas primeiras 48 horas de hospitalização e associá-los com a ocorrência de quedas.Método: Estudo de coorte, realizado em um hospital de Porto Alegre/RS. A população do estudo foram os pacientes adultos hospitalizados e a amostra configurou-se em 556 pacientes avaliados quanto aos fatores associados a quedas em até 48 horas do início da internação, como a Morse Fall Scale e a força muscular, dentre outros. Resultados: Evidenciou-se que a classificação de risco elevado pela Morse Fall Scale (MFS) e, especificamente, os itens história de quedas, auxílio na deambulação, marcha comprometida/cambaleante e superestimar capacidade para deambulação estavam associados com as quedas na hospitalização (p≤0,005). Além desses fatores de risco, a força muscular reduzida e o déficit visual também contribuíram para a ocorrência deste incidente de segurança.Conclusão: A análise dos fatores de risco para quedas dos pacientes avaliados nas primeiras 48 horas de hospitalizaçãopode contribuir para a minimização dessas ocorrências e prevenir eventuais danos.


Palavras-chave


Acidentes por Quedas; Segurança do Paciente; Hospitalização; Fatores de Risco; Enfermagem.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447