A consideração dos encargos familiares na busca da reabilitação psicossocial

Maria Alice Ornellas Pereira, Renata Bigatti Bellizzoti

Resumo


O processo de transformação da assistência em psiquiatria evidencia a família como um importante componente. Este estudo de caráter exploratório teve como objetivo identificar a sobrecarga da família na convivência com a pessoa portadora de transtornos mentais. Foram entrevistados treze familiares de pacientes internados ou egressos de um hospital psiquiátrico. Identificamos a sobrecarga vivida, acrescida pela carência de suporte do sistema de saúde. Estes fatores contrastam com a visão da família como importante rede social, e dificultam a convivência com a pessoa acometida pelo transtorno mental, denotando o amplo campo de possibilidades de atuação do enfermeiro.

Palavras-chave


Enfermagem; Doença mental; Família; Reabilitação

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447