Enfermagem rural

Regina Rigatto Witt, Daniel da Luz Backes, Cintia Strim, Daniela Rodrigues

Resumo


Este artigo relata a experiência de uma docente e quatro acadêmicos de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em um assentamento do Movimento Sem-Terra. O trabalho do grupo iniciou com uma atividade de convivência, que resultou em um projeto de extensão. O objetivo deste projeto foi o desenvolvimento de um modelo assistencial de enfermagem para a população da zona rural, considerando-se as especificidades do Movimento Sem-Terra, a fim de adequar o ensino à esta realidade. Os referenciais teóricos escolhidos para o trabalho foram os de Breilh (1990) e Freire (1981). As atividades foram desenvolvidas no ano de 1996 e compreenderam o cuidado domiciliar e a educação em grupo.

Palavras-chave


Enfermagem rural; Enfermagem de Saúde Pública; Extensão em Enfermagem

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447