ANÁLISE CONCEITUAL DE AUTOGESTÃO DO INDIVÍDUO HIPERTENSO

Anice de Fátima Ahmad Balduino, Maria de Fátima Mantovani, Maria Ribeiro Lacerda, Marineli Joaquim Meier

Resumo


Objetivou analisar conceito de autogestão do indivíduo hipertenso. Estudo teórico pautado na análise conceitual Walker e Avant mediante as bases de dados Scientific Electronic Library Brazil e Medical Literature Analysis and Retrievel System Online. Foram selecionados e analisados 14 artigos e 1 tese, em português e inglês, no recorte temporal de janeiro/2007 a setembro/2012. Antecedentes: ausência à consulta médica, falta de adesão ao tratamento do controle da pressão arterial, recomendações do padrão dietético adequado e estresse. Atributos: controle da pressão arterial e gestão da doença. Consequências: monitorização da pressão arterial domiciliar com melhora do controle, realização de gestão da doença, aceitação e compartilhamento no processo criação de metas de autogestão e atividades de cuidados pela equipe interdisciplinar mediante ações individualizadas. Concluiu-se que o conceito de autogestão
é um processo dinâmico e ativo, requerendo conhecimento, atitude, disciplina, determinação, comprometimento, autorregulação, empoderamento e autoeficácia, a fim de gerir a doença para o alcance de um viver saudável.


Palavras-chave


Gerenciamento clínico; Hipertensão;Doença Crônica; Enfermagem

Texto completo:

PORTUGUÊS English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447