O modelo assistencial clínico e algumas possibilidades de fazer diferente

Comissão de Editoração Revista Gaúcha de Enfermagem

Resumo


Aborda-se a enfermagem no modelo assistencial clínico e a prática cotidiana numa unidade de internação psiquiátrica. Percebe-se discordância entre sistema de saúde e problemas dos clientes. A enfermagem planejaria ações mais para atender demandas institucionais do que à individualidade da clientela. Em saúde mental, incluir o cliente nisso, é primordial para alcançar objetivos terapêuticos. Mesmo nesse
modelo, existem iniciativas incorporando novas abordagens, resgatando conceitos que aproximam o trabalhador do cliente. Reconhecendo a subjetividade de profissionais e clientes, compreende-se que ambos são singulares, aparecendo a interdisciplinaridade, e a hierarquização se dá diferente, dando autonomia às equipes, ampliando o espaço de trabalho.

Palavras-chave


Modelo assistencial clínico; Cuidado; Enfermagem psiquiátrica

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447