OPINIÃO DOS ESTUDANTES DE ENFERMAGEM SOBRE SAÚDE, ESPIRITUALIDADE E RELIGIOSIDADE

Daniele Corcioli Mendes Espinha, Stéphanie Marques de Camargo, Sabrina Piccinelli Zanchettin Silva, Shirlene Pavelqueires, Giancarlo Lucchetti

Resumo


O presente estudo objetivou identificar as opiniões dos estudantes de Enfermagem em relação à interface entre
saúde, espiritualidade e religiosidade e as informações fornecidas durante o período da formação acadêmica. Estudo
transversal em que foram entrevistados 120 alunos do curso de enfermagem (82,1%) de uma faculdade do estado de
São Paulo durante maio e outubro de 2011. Destes, 76% acreditam que a espiritualidade influencia na saúde. Apenas
10% consideram-se muito preparados para abordar aspectos espirituais dos pacientes e 54% apontaram que a formação
universitária não oferece informações suficientes para desenvolver essa competência. O medo de impor pontos de vista
religiosos aos pacientes é a principal barreira relacionada ao assunto. A maioria dos estudantes, 83%, apontou que temas
referentes a saúde e espiritualidade deveriam fazer parte dos currículos de Enfermagem. É necessária a implementação
de cenários de aprendizagem durante a formação acadêmica que auxiliem o estudante a realizar o cuidado espiritual.


Palavras-chave


Espiritualidade; Religião e medicina; Enfermagem; Ensino

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447