A experiência do outro e o vir a ser cidadão idoso

Luana Machado Machado Andrade, Edite Lago da Silva Sena, Isabel Silva de Jesus

Resumo


RESUMO
O estudo objetiva descrever a percepção de idosas sobre o exercício da cidadania, à luz do pensamento de Maurice Merleau-Ponty, com base na noção de corpo sexuado e corpo do outro. Desvela-se a partir da participação de 13 idosas, integrantes de grupos de convivência na cidade de Jequié/BA, que produziram descrições vivenciais em três encontros de grupo focal, durante o mês de abril de 2012. Tais descrições foram submetidas à analítica da ambiguidade, técnica que consiste em suspender as teses e perceber as ambiguidades que lhes são inerentes. Dessa análise, emergiram duas categorias: o ser cidadão idoso na expressão do corpo sexuado e o ser cidadão idoso na expressão do corpo do outro. As refl exões mostraram que a inserção de idosas em grupos de convivência e seu desejo de exercer a cidadania ocorrem, principalmente, pela necessidade de serem aceitas na sociedade e reconhecidas como sujeitos de direitos.


Descritores: Idoso. Participação cidadã. Filosofia em Enfermagem.


Palavras-chave


Idosos; Participação cidadã; Filosofia em enfermagem;

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447