O desgaste profissional: estudo empírico com enfermeiras que trabalham em hospitais

Liana Lautert

Resumo


O tema da presente investigação aborda o desgaste profissional da enfermeira que trabalha em hospital. Parte-se do conceito de desgaste segundo os pressupostos da Síndrome de Burnout e de algumas variáveis associadas, encontradas no meio hospitalar. Nesse artigo estão descritas as variáveis demográficas das 341 enfermeiras da amostra, os resultados da análise psicométrica do Inventário de Burnout, bem como, a correlação estatística entre as subescalas desgaste emocional, despersonalização e incompetência com os dados demográficos. Constatou-se que as enfermeiras da amostra apresentam níveis moderados de desgaste emocional, despersonalização moderada à baixa e sentimentos de competência profissional. Um fato que auxiliou a explicar estes índices foi a forte correlação entre os setores de trabalho, considerados críticos dentro dos hospitais e os cargos de chefia de enfermagem como o desgaste emocional e a despersonalização das enfermeiras.

Palavras-chave


Enfermeira; Desgaste; Trabalho; Síndrome de “burnout”

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447