Cuidando de mulheres com HIV/AIDS: uma análise interacionista na perspectiva de mulheres profissionais de saúde

Tainara Serodio Amim Rangel Porto, Octavio Muniz da Costa Vargens, Carla Marins Silva

Resumo


Este estudo buscou conhecer os signifi cados atribuídos por mulheres, profissionais de saúde, ao processo de cuidar de mulheres com HIV, considerando a vulnerabilidade no contexto da feminização do HIV/AIDS. Estudo qualitativo baseado nos pressupostos da Grounded Theory e do Interacionismo Simbólico, realizado em duas maternidades públicas do Rio de Janeiro, de novembro de 2009 a abril
de 2010. Para coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada. Foram entrevistadas doze mulheres profi ssionais de saúde. Como categoria central emergiu “Falando como Profi ssional e Pensando no Cuidar”, cujo foco foi o signifi cado do cuidado, integrando duas categorias: a primeira traduz as inquietações do ser mulher/profi ssional cuidando de mulheres com HIV, e a segunda traz os signifi
cados dados por essas profi ssionais ao cuidado prestado às mulheres com o vírus. Conclui-se que as profi ssionais ainda trazem consigo a antiga visão do HIV/AIDS, contribuindo para o aumento da vulnerabilidade de gênero para o HIV, discriminação e preconceito.

Descritores: Saúde da mulher. Síndrome de imunodefi ciência adquirida. Vulnerabilidade em saúde. Identidade de gênero.


Palavras-chave


Saúde da mulher; Síndrome da imunodeficiência adquirida; Vulnerabilidade em saúde

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447