A realização, afiliação e o poder: em qual destes três fatores está calcada a motivação dos enfermeiros em um hospital de ensino?

Agnes Olchowsky, Enaura Helena Brandão Chaves

Resumo


A enfermagem desenvolve suas atividades assistenciais através do através do trabalho em equipe, conseqüentemente, a qualidade de seu trabalho depende do desempenho de um grupo de pessoas. Daí a importância do conhecimento por parte do enfermeiro de noções básicas sobre motivação e os diferentes fatores motivacionais que interferem na atuação dos indivíduos. Para algumas pessoas, o importante é fazer coisas (necessidade de realização), para outras o importante é influencias as pessoas (necessidade de poder), outras ainda, valorizam sobretudo a comunhão com o grupo (necessidade de afiliação). O presente estudo baseado na abordagem “três motivos” de Mc Clelland (1965) e utilizando o modelo elaborado por Souza (1972) buscou identificar qual destes aspectos é responsável pela motivação dos enfermeiros que trabalham em unidades de internação de enfermagem médica para adultos de um hospital universitário. O estudo apontou p fatos Realização (80%) como fator motivacional predominante, a Afiliação e o Poder aparecem em segundo lugar com índices idênticos mas bastante inferiores (7%).

Palavras-chave


Motivação; Motivação em enfermagem; Fatores motivacionais

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447