FIDEDIGNIDADE E VALIDADE DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DA DOR EM IDOSOS CONFUSOS – IADIC

Gislaine Saurin, Maria da Graça Oliveira Crossetti

Resumo


Trata-se de um estudo metodológico, cujo objetivo foi realizar o pré-teste e validar as propriedades psicométricas do Instrumento de Avaliação de Dor em Idosos Confusos (IADIC) no pós-operatório imediato. A amostra constituiu-se de 104 pacientes com idade igual ou superior a 60 anos em pós-operatório imediato, internados na sala de recuperação pós-operatória de um hospital geral do Rio Grande do Sul, Brasil. Os dados foram coletados de abril a agosto de 2012. Os pacientes incluídos no estudo foram diagnosticados como confusos após aplicação do Confusion Assessment Method– CAM e possuíam idade de 71,51±8,81 anos. No pré-teste, não houve necessidade de modificações do instrumento. Ao se validar as propriedades psicométricas, a consistência interna dos itens apresentou alfa de Cronbach de 0,88 e a reprodutibilidade avaliada pelo coeficiente intraclasse foi de 0,838. A consistência interna e a reprodutibilidade conferiram validade e fidedignidade ao IADIC para o uso no Brasil.

Palavras-chave


Idoso; Confusão; Dor; Cuidados pós-operatorios; Estudos de Validação; Enfermagem.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447